domingo, 24 de fevereiro de 2008

Depois daquele tiro

3 comentários:

Taty disse...

Confessa: qual a profundidade daquele baú que está escondido no canto do seu escritório?

Vilma disse...

cadê a letra? minha vitrola ainda está sem agulha...

malmal disse...

comentando de carreirinha, viu...musicão, a letra é forte e bonita..larga mão de ser preguiçoso e traduz as letras pras suas leitoras boazinhas, assíduas e que sofrem com o inglês...

bijok