quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Aforismos renitentes

Nenhuma metáfora, por melhor construída que seja, substitui a sensação de um beijo.

Algumas pessoas fazem versos, outras, são elas mesmas, a poesia.

Também poderia dizer: eu poeta, ela poesia.

Praticava a política de afagar pela frente e esfaquear pelas costas.

As antas, no zoológico, até que são bichos inteligentes.

O que me incomoda não é o pequeno número de interlocutores, mas o excesso curiosos.

Na falta de argumentos, ele partiu para os pontapés.

Amor que é amor é sempre o primeiro e o último.

Existe gente que não consegue enganar nem com as aparências.

Nenhuma declaração de amor, por mais sovada ou repetida, cansa quem ama.

3 comentários:

clau disse...

Hihihi!
Fiz "ao menos de mim", pessoa noctivoga, que pelas manhas troca o certo pelo errado...rss
Valeu, Fabio!
Bjs!
Ps: amei a frase das aparencias! E tanto, que vou até passar para minha agenda...!

Vilma Mello disse...

"Algumas pessoas fazem versos, outras, são elas mesmas, a poesia."

Essa é a minha preferida

beijos

Vilma

Elis Zampieri disse...

"Existem pessoas que não conseguem enganar nem com as aparências"... Nem quando isso se faz necessário. Aff!

Beijos