segunda-feira, 29 de outubro de 2007

Ruas de um anarquista noturno

O trânsito em transe intenso antecipa a noite
Riscando estrelas no bronze do temporal
Ares de milonga vão e me carregam
Por aí, por aí

4 comentários:

anja disse...

Que lindo.
Estava a ouvir e ouvir.
Que coincidência, pois combina muito bem com meu texto Domingo, que fiz no Multiply ontem. Até menciono alguem cantando: "Nunca mais..."
:))

Anônimo disse...

Ah !!! Adiron tb é cultura ..adorei a musica...

bijo
malmal

Anônimo disse...

Narrativa trançada. Gostei. Cada parágrafo um passo. Gostei. Quem dera dar asas a minha escrita amarrada....

Jô disse...

Não queria ficar anônima.