quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Uma questão elétrica


Logo que vi o produto anunciado eu fui comprar. Realmente era uma coisa absolutamente inédita e eu não podia perder uma oportunidade dessas.

Além do que, reconheci a genialidade do seu inventor. Quem mais poderia pensar em fabricar um massageador de Id?

Massageadores de ego já se tornaram commodities, já o superego é tão rígido e autoritário que não requer massagem.

O vendedor me explicou detalhadamente o produto que, além de massagear tinha um reservatório de pulsões para momentos que se fizessem necessárias.

O aparelho é bivolt e poderia ser usado instintivamente em qualquer lugar, se assim me aprouvesse.

Segundo o vendedor, também poderia ser utilizado em qualquer tipo de tomada e vinha com um conjunto de pinos adaptadores para uso em tomadas de pino chato, redondo, trifásicas.

Sai da loja desejoso de usar imediatamente a maquininha. Nunca tinha massageado meu Id e não sabia exatamente quais serias as consequências de curto prazo.

Conectei na primeira tomada que encontrei e nada. Pensei em voltar para a loja, mas imaginei que pudesse ser apenas um problema da tomada.

Nos dias seguintes fiz várias outras tentativas, sem sucesso. Não acontecia nada.

Eu já estava começando a ficar com baixa idestima e desistindo do produto. Quase admitia que tinha sido pego num golpe qualquer e seria vergonhoso reconhecer isso.

Parei de procurar tomadas, mas continuava carregando o massageador na minha pasta.

Até que um dia, quando tirava algumas coisas da pasta, o aparelho caiu no chão ao meu lado. Só por curiosidade liguei na tomada que estava perto. E não é que ele funcionou?

O mais incrível é que a tomada era uma que estava ao meu lado há muito tempo. Como é que eu não a tinha visto antes?

Imaginei que a queda do aparelho tivesse algo a ver com o seu súbito funcionamento. Não tinha, ele continuava sem funcionar em todas as outras tomadas que eu encontrava.

Comecei a rir. Não sei se já era efeito do massageador ou algum prazer escondido. Sei que, a partir desse dia eu passei a usá-lo cotidianamente e, garanto, os resultados são fabulosos.

Numa coisa porém, ele não mudou. Só funciona naquela tomada.

7 comentários:

Vilma Mello disse...

hahaha, lembrei que uma vez comprei um massageador com problemas e o vendedor sumiu do mapa além de massagear ele dava choques elétricos... Joguei fora, rs

Rubinho Osório disse...

Pensei em comprar um, seria maravilhoso ter meu id massageado! Quando pensei na viagem que teria que fazer até a tua tomada... desisti!!!

Fábio Adiron disse...

Vilma: o choque fazia parte da massagem?

Rubinho: pode comprar, mesmo porque você vai ter de descobrir a sua própria tomada, a minha não vai servir

clau disse...

Talvez nas outras tomadas precise um bom adaptador, para fazer esta tal de gironga funcionar! rss
Ou quem sabe tb, da ajuda de um fundo musical do AC-DC, que teria tudo a ver com esta coisa toda eletrica. hihihi
Bjs!

Vilma Mello disse...

Não, o choque era o defeito, tinha alguma coisa em curto no aparelho, rs

Bel disse...

Sim, o massageador de Id é ótimo, mas o meu funciona em três tomadas... pena que uma está tão longe... ;)

Juliana disse...

A tomada que funciona, é 110 ou 220?