terça-feira, 22 de setembro de 2009

Primavera outra vez

Eu nasci no fim do inverno, pouco dias antes do início da primavera.

Talvez, por isso mesmo, são as duas estações que mais me agradam.

Se, por um lado, o inverno me traz temperaturas que eu considero mais toleráveis que a canícula do verão, por outro a primavera é a estação que alegra os espíritos mais abatidos.

Não deixa de ser, já dizia Eliot, um momento cruel. Quando as flores rompem dolorosamente o solo em direção ao renascimento.

Tempo de memórias e de desejos.

Sempre comemorei a chegada da primavera e, mesmo hoje, quando ela volta num dia frio, chuvoso e sombrio, é um momento de festa.

Cada dia mais cheia de flores. Flores, cada dia, mais lindas e perfumadas.

A sensação do amor brotando, em cada canto, com todo o seu esplendor.

Amor que aparece das mais diversas formas. Num passo de dança, num tempero incomum, num copo de leite, numa canção antiga e, até mesmo, numa prosaica xícara de café.

Essa primavera que me nutre todos os dias, povoa de sonhos as minhas noites.

Primavera de risos, cantos, danças.

Primavera que desliza suavemente, como se patinasse nas nuvens.

É o terno e eterno momento de se sentir criança e, ao mesmo tempo, um homem feliz.

Que o amor das primaveras, atuais e futuras, lhe seja repleto de formas, cores, perfumes e flores.

Sorria muito, abrace muito, beije muito.

E aproveite mais um ano só de primaveras.

5 comentários:

Vilma Mello disse...

Quanta inspiração...

beijos de primavera

Rubinho Osório disse...

Muita primavera e muitas primaveras pra vc tb!!!

Juliana disse...

Uma andorinha não faz verão, uma coruja faz primavera?

Anônimo disse...

...A noite abra flores em silêncio ,e deixa que o dia receba agradecimentos (R.tagore)

Ah!... a Primavera é mesmo mágica
abraços

clau disse...

Eu pessoalmente gosto da primavera, pela exuberancia das plantas com suas flores e os seus frutos. Pela coisa do grao que germina e cresce.
O outono me atrai pela luz que se reflete nas folhas que mudam de cor e caem. E nas belas nuances que isto cria.
O inverno, bem...
O inverno entra com todo aquela magia que a época de Natal carrega consigo, e que eu gosto tanto! Sao cheiros, decoraçoes, cantos, enfim...
Tb eu nasci no inverno.
E nao curto nem um pouco o verao.
Bjs!