segunda-feira, 16 de março de 2009

Poemeto em L

Levavas lírios legados lentamente

Lutei loucamente lhe louvando louros

Lasso lancei languidez lúcida

Latentes lençóis

Lábios lancinantes

Labaredas loucas

Lindos lamentos

Lembranças langorosas

Lascivas

2 comentários:

Juliana disse...

Leitura lapidar.Loas!

Bel disse...

Li, lembrando levemente letras lidas lá longe...