sábado, 15 de dezembro de 2007

Batalha naval


O que acontece quando o seu oponente é a mesma pessoa que você ama ?


I - Submarino

Um em cada ponta
Um em cada papel
Um em cada quarto
Um em cada final
O tiro certeiro o pega
sem resguardo
sem proteção
sem companhia.

Vem à tona a paixão.


II - Destróier

Os dois juntos caminham
Indecisos
É possível que atrás ,
de tudo isso ,
haja o amor ?


III-Hidroavião

Voam como pássaros
Avião
Mergulham no espaço
Decisão
Elevam seus olhares
Avião
Juntam-se na certeza
União


IV- Cruzador

Caminhando em meus passos
Tu passas
Furtando os teus dias
Eu vivo
Cada dia , cada hora
Sou livre
Liberto teu prazer em ser minha.
Somos nossos sem dor,
Cruzador,
Juntou os destroços.


V- Couraçado

Na dureza do aço me protejo
e te guardo
O sal do mar quer corroer...
Abro o aço
Solto teu corpo e o amo no espaço
És minha como sou teu
Libertação
Dispo-me do couraçado
Visto teu coração

8 comentários:

Vilma disse...

Se estamos em guerra, estamos ocupados demais e não percebemos o que acontece... melhor ouvir a opinião da platéia...

Cristiana Soares disse...

"O que acontece quando o seu oponente é a mesma pessoa que você ama ?"

Essa pergunta antes dos poemetes os tornam ainda melhores. Muito lindos.

"Furtando os teus dias
Eu vivo"

Lindo!

Agora, Fábio, de onde vc tirou essa idéia de colocar um espaço antes dos pontos de interrogação como padrão nos seus textos? Isso não existe no português... é licença poética?

PS: Essa Vilma é poderosa!

PS:

malmal disse...

ah! de todo belo...
mas, belíssima a conclusão!!!!

beijocas de sábado a noite

Fábio Adiron disse...

Cris : não é licença poética, é estética, não gosto dos sinais encavalados na palavra, parecem que fazem parte da palavra. A interrogação é da frase toda, não da última palavra. Por sinal, acho bárbaro os hispânicos usarem a exclamação e a interrogação de ponta cabeça no início da frase. Você já começa a leitura sabendo a entonação certa.

Cristiana Soares disse...

Pois é. Tb acho o que os hispânicos fazem bem legal. Mas no caso a interrogação vem na frente, sem espaço, assim como no final, sem espaço idem.

No português a interrogação vem só no final. Regras da língua. O espaço que vc inventou não existe. Parece que está escrito errado...

Taty disse...

O que acontece quando o seu oponente é a mesma pessoa que você ama ? Descubro que o mue oponente sou eu mesma! E que jogo batalha naval e outros jogos comigo mesma.

Fábio Adiron disse...

"Parece que está escrito errado..."

Então vai continuar. Com foi que você definiu ? Licença poética ? Se mais alguém contestar vou usar esse argumento...KKK

Bel disse...

Batalha perfeita... todos saem ganhando!!!