domingo, 15 de fevereiro de 2009

Vovô viu a uva

Começou a aparecer uva preta no mercado.

Alguns chamam de uva Bordeaux, apesar de não ser exatamente uma Carbernet ou Merlot, é a uva que permite a fabricação caseira de suco e geléia de uva (na dúvida, pergunte para o seu feirante ou fruteiro do mercado se é a uva de suco, uva de mesa não se presta para isso).

Fazer suco e geléia não exige prática, tão pouco habilidade, mas é preciso de braço forte, especialmente com a geléia.

Não esqueça de preparar um estoque de recipientes proporcional à quantidade de uva que você comprou - no Ceasa de São Paulo, por exemplo, vende-se em caixas de 6 kg, o que produz uns 10 litros de suco e cerca de 1,5 kg de geléia.

Pegue a uva e separe os bagos dos talos. Lave-as e, numa panela grande (se comprar muita uva, uma panela imensa), coloque as uvas e água na proporção de 2 litros de água para cada kilo de uva.

Cozinhe em fogo alto e fique de olho na panela quando começar a ferver. Sujar o fogão de suco de uva não é exatamente uma aventura divertida.

Quando os bagos estiverem praticamente sem cor (o volume de liquido se reduz a quase metade do original) passe o suco por uma peneira e está pronto. Se a uva for de boa qualidade não precisa nem adoçar (a menos, é claro, que os consumidores sejam loucos por sacarose)

Nesse ponto começa o exercício de musculação. Pegue a massa de uvas que sobrou na panela e comece a passar numa peneira, de forma a extrair uma pasta homogênea.

Coloque essa pasta numa outra panela (por favor...) e acrescente açúcar. A receita da família recomendava a mesma proporção de uva e açúcar. Eu faço com metade do açúcar (1 parte de açúcar para duas de uva) e ainda acho que fica doce.

Cozinhe até ficarem bem misturados. Distribua nos potes. Mantenha guardada em geladeira.

Como sou um purista e minha produção destina-se apenas ao uso doméstico não adiciono conservantes nem espessantes.

Caso exagere na dose saio distribuindo geléia entre os amigos. Nem todos afirmam que as uvas estavam verdes.

5 comentários:

Mariazinha_ disse...

Só não entendi o final, as uvas usadas são verdes?
Ai piada boba a minha...
Cada dia me convenço mais da minha falta de habilidade no fogão, achei tudo complicadíssimo, além de muito lento. Só se eu tivesse um ajudante de mestre cuca como tu tem Fabio, ai seria moleza.
*=*
Que delicia tudo isso, uva, suco e geléia.
Beijos doces. Com sacarose, conservante e espessante.

Bel disse...

Favor incluir meu nome na lista dos destinatários dos tão cobiçados potes.

Eu pago o correio. ;)

Anônimo disse...

Que boa dica! Gostei! Já copiei aqui, no dia em que estiver mais corajoso para limpar estas panelas todas (rsrsrs), com certeza reproduzirei!

Forte abraço!

M. le Moulin

Arimar disse...

Fábio.
Ainda bem que não exige habilidade. Mas, mesmo assim, braço forte é algo que não tenho MESMO.Proponho uma troca razoável, pois não gosto de explorar ninguém.
Levo o queijo , ou torradas ou o acampanhamento de sua preferência e volto com um potinho de geléia.
Que tal?Então "poderei ponderar"(rs rs )sobre o tema de hoje.
Abraços.

clau disse...

Ah que coisa boa!
Imaginar fazer sagu com o suco dela é o maximo!
Por aqui precisa parar num vinhedo e pedir, ou mm "surrupiar", alguns cachos e correr para casa com eles.
O resto todo se pega na estrada e sem problema: amora selvagem, figo, caqui, maças, nozes, avelas, amendoas,etc, etc, etc.
Mas suco de uva daqueles concentrados, tipo Superbom, sò se for vinho mm.
Bjs!