sábado, 14 de fevereiro de 2009

Poemeto tragicômico

Na imagem a lembrança,
relembrava o tempo
de harmonia e sentimentos.

Acordes no compasso da dor.
a foto no aparador
sábado, dia de ócio e tragédia
solidão e cenas de amargura
o abandono
o abandono
que só se vê na fotografia.

Ele sozinho no quarto
meias pretas e cuecas
o espelho revelador
o bandoneon a chorar....

Um corpo sobre a calçada
Sirenes na madrugada.

Ela sozinha na esquina
Saia longa e botina
Cafeína e nicotina
Nem notou sua ruína.

2 comentários:

Mariazinha_ disse...

Na imagem o abandono...
Nunca olhei para uma fotografia (daquelas importantes...) e pensei em abandono, poético isso. Agora vou olhar e pensar.
Meias pretas e cuecas, saia longa e botina, mais e menos no mesmo poema.
Gostei. Mesmo.
Ótimo final de semana, Fabio.

Juliana disse...

Meia preta e cueca?!? Está parecendo música do Amado Batista..risos