terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Fruto proibido

Manuel estava arrependido. Também estava de ressaca, mas isso era uma outra questão. Mais do que a boca de cabo de guarda-chuva (sim, continua com hífen) ele sofria as dores do remorso pelo que tinha feito junto com ela. Seu corpo todo, a começar do fígado, estava em pandarecos.

O filme passava continuamente na sua cabeça, o que aumentava a sua dor.

Ele a tinha visto logo cedo, do outro lado da calçada da rua onde morava. Não era a primeira vez que isso acontecia mas nunca antes tinha se arriscado. Quando voltou da padaria ela continuava lá com aquela sua cor tentadora. Mudou de calçada para observá-la melhor. Mais perto dava até para sentir o seu perfume.

Não resistiu e puxou papo com o sujeito que estava com ela que era seu antigo conhecido. Ela acabou envolvida no assunto e envolvida por ele que a convidou para a ceia daquela mesma noite. Ela não teve como recusar, a proposta era precisa e direta.

A ceia correu sem sobressaltos, até de maneira frugal. Depois da refeição ele a levou para a sala de estar e acomodaram-se no sofá. Não demorou muito para que ele a atacasse.

Cheirava-a de forma ofegante, tomou-a nas mãos e começou a acariciá-la explorando toda a sua topografia. A pele lisa o deixava ainda mais excitado. Sua boca a tocou. Primeiro os lábios, levemente. Depois os dentes, quase que de forma furiosa a ponto de deixar marcas indeléveis. Por fim a boca toda, num ritual contínuo.

Ela se deixou levar por ele sem resistir. Chegou a gotejar seus líquidos no seu colo.

O festim só acabou quando ela estava completamente esgotada, quando a madrugada ia alta. Ele recostou no sofá e lá mesmo dormiu, todo torto. Na manhã seguinte ela não estava mais lá.

Pela janela ele olhou para o local onde a havia encontrado e caiu em si.

Nunca mais passaria a noite comendo nectarina.

10 comentários:

Mariazinha_ disse...

O manuel estava arrependido, será que ela também? Não creio... Mas tenho certeza que ela ama nectarina.
Assim como eu.
Parabéns, Fabio.
Tomara que o Manoel volte a comer nectarina. Recomendo.
Beijos.

Fábio Adiron disse...

O Manuel eu duvido...mas eu vou com certeza, é uma das minhas frutas preferidas.

Jamais me atacou o fígado...risos

Vilma disse...

Só fruta hoje?

Se a nectarina ler isso vai querer morder o Manuel... hahahahaha

Perco o café, mas não a piada...

Beijos de terça.

Lully disse...

Por essa e por outras que não vejo a hora de morder a maça, até pq, já fui até chamada de pecaminosa.
Beijão

Lucila disse...

Eu acho que existem coisas pelas quais vale a pena correr o risco de uma dorzinha de cabeça! Duvido que o Manuel tenha se arrependido a ponto de nunca mais comer nectarina.
beijos no fígado

Elis Zampieri disse...

Hummm!!! Contos eróticos agora?
Adorei, mas fiquei em dúvida quanto à minha sexualidade... :-) Sou apaixonada por uma nectarina.

Abraço.

Bel disse...

Sabe o que eu acho? Vc não deveria ter colocado a imagem no começo... deixava pra colocar no fim... aí todo mundo ia pensar mesmo que era uma mulher. Porque eu acho que vc falou tudo isso da fruta. Ou não?

carmen disse...

Linda esta crônica, sensual e muito divertida!!!

A Bel até tem razão, eu mesma fiquei a pensar:-"Será que ele errou de imagem???" Mas ela está muito bem colocada, intrigante... e eu acabei caindo na sua armadilha... rsrsrs

(Apesar que para mim, a nectarina é bem mais apetitosa do que a maçã...)

Parabéns!

Fábio Adiron disse...

Ufa...fazia tempo que eu não gerava tanta polêmica.

Vilma: tem dias que é recomendável uma dieta só de frutas.

Lully: maçã? acho que está fora de moda...

Lucila: no fígado?

Elis: contos vegeto-eróticos...hahaha

Bel : a imagem foi escolhida a dedo para estimular a imaginação dos leitores

Carmen : concordo, eu também sou a favor da nectarina

Lully disse...

VoCê teria alguma sugestão? rs
Beijão