quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Assassinando analogias

De grão em grão a galinha enche o papo

Quem muito resmunga leva sopapo

Mesmo em sinuca eu encaçapo

Se não tem terno vai de farrapo

Óleo na pista e eu não derrapo

Azeite bom vai mais que um fiapo

De olhar em olhar conquista o guapo

Licor de cajá e de jenipapo

Gaze, mercúrio e esparadrapo

Você descasca e eu encapo

Cosa nostra sempre tem capo

4 comentários:

Mariazinha_ disse...

só sei que nada sei, nem mesmo sei o autor dessa frase, aceito sujestões.
fiapo, farrapo, encaçapo, derrapo - não, aqui eu derrapo sim. *=*
beijo pro Manuel, beijo Fabio.

Vilma disse...

De analogia em analogia o insano ganha beijo.

Beijo de quarta.

Lou Mello disse...

De boas analogias sempre se tira um bom papo.

Lully disse...

Sempre gostei de analogias, tem algumas e vc escreveu q já havia esquecido.
Beijão