quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Nós somos os maiores

Toda cidade precisa ter algo onde é a maior, para contar isso para os turistas. A referência é sempre quantitativa, nunca qualitativa.

Não tem a menor graça dizer que uma atração é a maior da cidade. Maior do estado também não chega a emocionar os guias. No mínimo precisa ser a maior do Brasil. se for da América Latina é um plus a mais adicional. Quando é a maior do mundo é a glória.

Em Recife fui apresentado à maior avenida em linha reta da América Latina (sic). Fiquei pensando qual deve ser a maior em linha curva...será a Av Sapopemba ?

Imagino que o turista clássico deva adorar esse discurso ainda dizer : ohhhhh. Daí resolvi criar o meu roteiro paulistano:

Começaria mostrando o maior canal de esgoto a céu aberto da América, formado pelo eixo Tietê-Pinheiros.

Claro que para chegar nele, seria obrigado a passar pela maior concentração de congestionamento da América Latina, pelo menos 100km de vias congestionadas nos dias de trânsito light.

O clima mais imprevisível do hemisfério sul é facilmente notado. Também temos a maior xepa do mundo ocidental em dias de sacolão no Ceasa.

A maior estátua multiétnica é aquela do empurra-empurra no Ibirapuera. Em frente temos a assembléia legislativa com índices de fisiologismo incomparáveis.

Em compensação perdemos o título de maior poluição visual depois da lei da cidade limpa.

E a sua cidade ? É a maior em que ?

6 comentários:

Lou Mello disse...

Tempos atrás, em uma sexta-feira, início da noite, queria retornar a Sorocaba, mas todos os caminhos estavam obstruídos pelo maior trânsito do mundo. Acabei na região da Faria Lima e fiquei imaginando se esse não seria o maior cinturão de riqueza cercado de pobreza por todos os lados, do mundo.

Vilma disse...

Por aqui não temos engarrafamento, mas temos gente mal educada no trânsito, não temos tietê, mas temos o lago Igapó com direito a Jacaré (que alguém jura que viu) e o mais triste não temos mais café, o pouco que a terra dá é exportado, ficamos só com a palha...ahuahuahuahua

Beijos Londrinenses

Ah, já ia me esquecendo, temos um prefeito que acabou de ser eleito e já está cassado, estão pensando em novas eleições, eu me divirto... mas acho que era para chorar...

Mariazinha_ disse...

nossa...
maior rua reta é muita falta do que falar, não?
estranho, mas deu uma linda crônica. ou post. ou papo de net. :)
beijos, com admiração. sempre.

clau disse...

Ah...que pergunta!
Penso que pode ser pela maior incidencia de ruinas de castelos e casas colonicas ou, mais certo, o ar mais limpo da Europa, quem sabe?...
Ah! E nao se esqueça que brevemente seremos nòs, aqui, a abarcar o titulo de pais com o "maior governante cretino do planeta", ok?
E pior que eu nem votei nele! Mm pq, nos dias de hoje, sou simpatica à causa anarquista.
...quer mais...?!!
Hihihi.

bete disse...

Fábio, eu trabalhei em alguns bancos no bairro do Ipiranga, conheci muitas empresas por lá. Andando por ali há umas semanas, me assustei com fábricas abandonadas, vazias, desertas, muitos galpões em ruína, pichados, uma tristeza. Não sei quantitativamente qual o valor disso, mas me assustou ver um bairro antes tão próspero assim tão sucateado.

Juliana disse...

Serve a menor? Acho que moro na anti-Itu, aqui tudo é o menor.