segunda-feira, 5 de novembro de 2007

A extensão do Filomeno


Eu tenho espelho em casa. Aliás, mais de um e, desde que me mudei, não só tenho aqueles tradicionais espelhos de banheiro onde a gente se enxerga da barriga para cima, como também tenho um espelho na porta de um dos armários do quarto que vai do teto até o chão, ou seja, nada me escapa.

Além disso, eu enxergo bem. Tirando as letras miúdas escritas em negativo e à noite, minha visão, apesar da idade, não anda me traindo. Mais que isso, tenho senso crítico e consciência plena das minhas imperfeições anatômicas. Tenho muito mais peso que seria necessário e, em especial, o abdômen avantajado (melhor que falar que eu sou barrigudo, não é mesmo ?). Estou ficando com os cabelos brancos, mas pelo menos não estão caindo. Na minha pele proliferam cravos (a dermatologista me falou um nome bonito que eu sempre esqueço) que, graças ao meu intenso cutucar, muitas vezes se convertem espinhas. Não sou nenhum monstro e nenhum galã.

Tirando os regimes, de tempos em tempos, mais por questões de saúde do que de estética, nunca cogitei nenhuma reforma estrutural. Nunca visitei sites de cirurgia plástica, nunca comprei pílulas mágicas, nunca usei cremes (a dermatologista tentou, é verdade, mas nunca tive disciplina para isso)

Por que diabos então eu recebo mais de 10 e-mails por dia me oferecendo produtos para aumentar o meu filomeno ? Em que raios de banco de dados que eu fui cair que acredita que eu tenha algum tipo de frustração com a centimetragem do mesmo ? Acho que a última vez que ele foi medido eu deveria ter uns 13 anos (e que menino, entrando na adolescência, nunca fez isso ?) e, para ser bem sincero, não me lembro mais de qual foi o resultado. Se isso não fez diferença nenhuma quando eu era mais jovem, por que faria a essa altura da vida ? Os rapazes de meia-idade andam fazendo campeonato de extensão ?

Me questiono quais seriam os benefícios de 5, 10 centímetros a mais (algumas mensagens prometem crescimentos ainda maiores). Talvez melhorasse a pontaria por chegar mais perto do vaso. Mas ainda não estou tão ruim de mira assim. Não participo de concursos de fisioculturismo com aquelas sungas ridículas. O filomeno não é tímido, mas também não fica se exibindo em público, tem mais o que fazer. Ele tem amor próprio e não precisa de elogios desse tipo. Criança é que gosta quando alguém vira fala : -"Pôxa, como você cresceu...".

Não consegui ainda a solução para me livrar desse aborrecimento (dos e-mails, é claro, não pretendo me livrar do filomeno), mas se você estiver enfrentando problemas com o seu filomeno ou com o filomeno do qual você é usuária, me avise que eu lhe encaminho as mensagens. De repente, podem ter alguma utilidade.

6 comentários:

Vilma disse...

Que bom que os cravos estão na face e não no filomeno... quanto aos emails para aumentar o filomeno, só servem para encher o "saco"...

Pessoa Comun disse...

Sobre a barriga, use a mesma resposta de meu filho que diz " Esta barriga me custou muita picanha e cerveja pra chegar a este tamnaho", é uma saida de mestre....agora Filomeno? KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK, gargalhando, gargalhando, gargalhando
KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK, gargalhando, gargalhando, gargalhandoKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK, gargalhando, gargalhando, gargalhandoKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK, gargalhando, gargalhando, gargalhandoKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK, gargalhando, gargalhando, gargalhandoKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK, gargalhando, gargalhando, gargalhandoKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK, gargalhando, gargalhando, gargalhandoKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK, gargalhando, gargalhando, gargalhandoKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK, gargalhando, gargalhando, gargalhandoKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK, gargalhando, gargalhando, gargalhandoKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK, gargalhando, gargalhando, gargalhandoKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK, gargalhando, gargalhando, gargalhandoKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK, gargalhando, gargalhando, gargalhandoKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK, gargalhando, gargalhando, gargalhandoKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK, gargalhando, gargalhando, gargalhandoKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK, gargalhando, gargalhando, gargalhandoKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK, gargalhando, gargalhando, gargalhando

Cristiana Soares disse...

Filomeno? O que é isso? Será que é o que eu conheço por outros nomes menos bizarros? :-)

jayme disse...

Bom, se eles tiverem 0,1% de retorno e 0,01% de conversão, já é o suficiente para enriquecer duas vezes.

Taty disse...

Mande alguns espelhos pra casa.....eu adoro espelhos, exceto no teto em cima da cama, pk qdo to usando um filomeno, não quero duplicidades, hahahahahaha. E qto a barriga, bom grávidas tem várias técnicas pra transar né? A tua te incomoda ao fazer uso do filomeno?
Beijos

edith jókuthy disse...

Dizem que tamanho não é documento, mas prá muita gente o tamanho do pobrezinho é documento, sim. O triste disso tudo é que tem gente que se submete em judiar do pobre do filomeno enchendo os bolsos de quem não tem nada a ver com o seu filomeno. Vê se pode, tem gente passando fome... Se o seu não é tímido, manda ver...