segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

A morte de Hades

As Cócegas eram ninfas que moravam no lado oposto do Olimpo. Por serem irmãs muito risonhas eram consideradas como mulheres pouco sérias, ainda que muitos faunos, deuses e semideuses as desejassem ardentemente.

Knismesis, a mais velha, costumava ser mais sutil nas suas ações, provocando leves risos, mas jamais gargalhadas.

Gargalesis, por outro lado, era completamente isenta de controle e, quando se aproximava de alguém não resistia a exercer sua pressão em diferentes partes do corpo da vítima até que a mesma se debulhasse em lágimas, de tanto rir.

Ainda que alguns bebedores de néctar as reprovassem, eles não negavam que as irmãs faziam parte do jogo social da urbe mitológica. No entanto, reprovavam drasticamente que outros seres se aproximassem delas para descobrir os seus segredos.

Numa das reuniões do conselho diretor do monte grego, Hades, que tinha um mal humor que era de morte, convenceu Zeus que aquilo não poderia continuar daquele jeito e fez aprovar um projeto de lei proibindo que as ninfas ensinassem em escolas públicas, o que o indispôs com sua base eleitoral formada pelos sátiros e pelas górgonas. O único voto contra a lei veio de Hera, deusa dos casamentos, ela sabia que a ignorância sobre as Cócegas poderia diminuir a efetividade das suas ações.

Como qualquer coisa desejável, assim que a educação coceguenta foi proibida começaram a surgir cursos piratas a respeito das atividades de Knismesis e Gargalesis. Alguns incluíam visitas guiadas ao campo onde moravam, com direito a vê-las em ação atacando centauros.

Apesar da fúria de Hades, ele nada pode fazer, pois seus acólitos policiais eram justamente os sátiros que se opunham à lei e só fingiam que executavam as ordens do chefe.

Numa última cartada, pensou em prender as irmãs em uma das suas celas subterrâneas. Ele mesmo se encarregou de prendê-las e de conduzí-las ao seu reino.

O que ele não contava é que as ninfas iriam atáca-lo durante o caminho. Primeiro Knismesis o acariciou de forma suave, o suficiente para desarmar sua carranca. No exato momento em que relaxou, Gargalesis entrou em ação e o velho deus não resistiu.

Morreu de rir.

9 comentários:

Arimar disse...

Fábio.
Depois que li, acho que a Knismesis e Gargalesis invadiram a baixada aqui.
Não estou me aguentando, he he he he he he, he he,he.
Beijos

Vilma Mello disse...

Estou desconfiada que minha pedicure é uma ninfa... hahaha

Beijos de segunda feira

Ana disse...

Eu tenho um pezinho na Grécia, não sei se deu para perceber...rs...Mas sou apaixonada pela Mitologia Grega, e amei saber que um dia Hades morreu de rir....uahahahahahaaha....

Bel disse...

Então morrer de rir é realmente possível!!!

Raquel disse...

Bem que elas poderiam passar por aqui...eu ando tão sem graça...

Fábio Adiron disse...

Arimar: as duas estão em todos os lugares

Vilma: Knismesis ou Gargalesis?

Ana: melhor morrer de rir, é mais divertido

Bel: claro que é!

Raquel: converse com a Arimar, elas estão na baixada.

clau disse...

Ok, Fabio!
Mas para rir gostoso eu penso que sò mm com o danado do deus Apolo.Rss rss
Apòs ter saboreado a deliciosa e mitica ambrosia, acompanhada de uma boa taça de nectar.
Enfim...
Bjs!

Roberta Avillez disse...

huum me identifico um bocado com Gargalesis! hahahahahaha afinal só gargalho!
Muito bom! Depois dá uma passadinha no blog do meu pai, ele também escreve várias coisas, mais poesias na verdade. Vale a pena conferir:
http://logos-ergos-tropos.blogspot.com/

bjos

Elis Zampieri disse...

Bem que me disseram que o problema da escola era antigo.