quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Vermelho


Vulto vermelho
Vaga avalanche
vindo ávida, veloz.
Vejo veredas
Vasculho o vazio
Vislumbro a viagem
Volúpia de vulcão
Vestida de vento
vem sem avisar.
Vida avança
Veia valsa
Voa o verão
Evapora o verbo
Evanesce o veneno
Ouvindo aves
Vislumbro a ventura

Avalanche
Ávida
Vulcão
Vento
Vermelho


4 comentários:

Vilma Mello disse...

Eu até tentei, mas só consegui pensar azul...

beijos de quarta

Raquel disse...

Paixão é fogo...

Denise João disse...

... que arde sem se ver.

Deumas disse...

Lendo VERMELHO, não tive escapatória....lembrei-me imediatamente do Brasil...."Brasil com P", como esta no you Tube.