terça-feira, 30 de junho de 2009

Agite antes de usar

Muitas pessoas costumam acreditar que o amor e, especialmente, as paixões são coisas passageiras e que não merecem cuidados ou atenções especiais. Eu não.

Aliás, não só não acredito nisso, como acho que as paixões deveriam vir junto com advertências oficiais. Para isso fui pesquisar o assunto e descobri que algumas usadas em outras situações se aplicariam muito bem.

Do elevadores poderíamos usar o texto : "antes de entrar nesse amor, assegure-se de que o mesmo encontra-se parado nesse andar". Esse simples cuidado pouparia muitas pessoas de se apaixonarem por outras que não estão dando a menor bola para elas. Resolveria todos os problemas de rejeição e amores não correspondidos.

Por outro lado daria prejuízo para os psicólogos.

Da indústria farmacêutica várias situações são aplicáveis. A mais importante delas é que todo amor deveria vir com a lista de possíveis efeitos colaterais, ou seja, se você embarcar nessa nunca vai poder dizer que não sabia o que poderia acontecer.

Alguns amores provocam sonolência. Seja pelo tédio, seja pelos efeitos endorfínicos. Não é recomendado operar nenhuma máquina nessas circunstâncias.

Claro que nunca podemos esquecer de alguns romances precisam de umas chacoalhadas. Agite antes de usar.

Os maços de cigarro são exemplos ricos de advertências que todo amor deveria ter. A mais antiga é a de que a paixão pode provocar dependência física e psiquíca, o que, basicamente, todo mundo sabe, mas não pensa a respeito.

Na minha opinião a mais importante da advertências nicotínico-amorosas é : não existem níveis seguros para consumo destas substâncias. Quem acha que se apaixona de forma light, ou que é apenas uma aventura, está apenas enganando a si próprio. Uma vez dentro os acontecimentos decorrentes do consumo do amor são absolutamente imprevisíveis.

Por fim o mercado de bebidas.

Eu adoro o texto das etiquetas dos vinhos : Válido por tempo indeterminado, desde que armazenado adequadamente. O Drummond já diria que o amor não tem prazo de validade, mas precisa ser bem cuidado para durar, senão azeda.

Não esquecendo a mensagem das propagandas de cerveja. Se amar, não dirija. Quem ama de verdade perde completamente o rumo.

12 comentários:

Braulio França disse...

Jesus somente deixou dois mandamentos para cumprirmos. O primeiro é amar a Deus e o segundo é amar o próximo. Disse ainda que tudo o que fizermos, se não tiver o amor, nada vale! Então...

Bel disse...

Insanamente vou pegar este texto e distribuir como corrente, via e-mail. Ah, será que se colocar que a autoria é de Veríssimo ele "roda" mais??? Hahahahaha
Você me autoriza a fazer um teste?

Bjooo

veronica disse...

Este foi o mais sano dos insanos!!!grande verdade...
bj

Rubinho Osório disse...

Nessa vc matou a cobra e mostrou o pau!!!

Lucila disse...

Outro problema é a crise de abstinência que essas situações provocam quando estão ausentes!!!! Beijos

Elis Zampieri disse...

Fabio, você está se saindo um ótimo cardiologista, é cardiologista o especialista em assuntos do coração né! Vou indicá-lo aos que estão doentes de amor pra prevenirem possíveis infartos do miocárdio.
Beijos.

Anônimo disse...

Fábio,
Muito Bom! Isto me lembra Gumarães Rosa, que diz que na vida como no amor precisa é de Coragem .

beijos

clau disse...

Divertidissimo, Fabio...!
Na vida real a gente, toda afobada, quase sempre entra em algum elevador que nao esta parado no andar, para depois terminar no maior vinagre, rss.
Isto se durante o "jogo regulamentar" a bola nao terminar levando um pé, com efeito!
Coisa altamente contra indicada para sensiveis ou romanticos.
Hihihi.
Bjs!

Anac disse...

hahaha...usando termos farmacêuticos foi um bálsamo esse texto
bjs

Juliana disse...

Se persistirem os sintomas, consulte um médico

Ana disse...

Perfect!!

Ahn...Sim. disse...

Nossa,

seu texto é ótimo!
Ps. também mandei seu texto por e-mail!
Adorei.
Um abraço.