quarta-feira, 16 de abril de 2008

Seguro abrigo

*para ler ouvindo Harbor lights com Bing Crosby



Navegando os mares desta vida
Combatendo guerras e procelas
Sem força p'rá vencer todas elas
Perdendo o prazer da minha lida.

Se não naufragava minha nau
Em portos de angústias atracava.
Menos vivia, menos amava
Era indiferente o bem do mal.

Soprou então vento bom e amigo
Dirigiu-me ao teu seguro abrigo
Ancorando no mar dos teu olhos.

Outrora sofrido mar de abrolhos
Troquei, enfim, pelos seus encantos,
Que me são belos, suaves e tantos

*a foto é de Rejane Martins

3 comentários:

Vilma disse...

Mais amor, menos prozac!

malmal disse...

Adoro quando venho aqui e vejo esse insano romantismo extravasando...

bijim

Juliana disse...

Uau!