domingo, 6 de abril de 2008

Assombrando as esquinas da sua mente

4 comentários:

malmal disse...

a música é linda, mas tão, tão triste e sem esperanças.
fase ruim?

bijoks daqui :-(

Lou Mello disse...

Não há como não relacionar a música com o destino do Elvis e isso torna o cenário escuro. Particularmente, partilho do movimento "Elvis não morreu". Como faço aniversário no mesmo dia que ele, ouso dedicar um pouco de vida a ele, todos os anos. Depois virá alguém para manter essa chama. Detalhe, eu também me sinto um perdedor. Deve ser coisa do signo, embora eu não acredite nesse trem.

Cristiana Soares disse...

Eu tinha sete anos, nessa época...

Lindo...

Prof.Braulio França disse...

Eu tinha sete meses e pelo menos tenho uma coisa em comum com ele, o signo.