quarta-feira, 8 de abril de 2009

Seni seviyorum

Minhas traições atravessaram o Bósforo e caminham em direção ao Oriente

Amo em ti
a aventura da nau em direção ao polo
amo em ti
a audácia do jogador das grandes descobertas
amo no que está distante
amo no que é impossível
entro em seus olhos como num bosque
pleno de sol
e suado, esfomeado e furioso
tenho a gana do caçador
por morder a tua carne.

amo em ti o impossível
sem desesperos

Nazım Hikmet Ran (20 de Novembro de 1901 – 3 de Junho 1963) foi um importante poeta e dramaturgo turco, conhecido na Europa como o melhor poeta de vanguarda da Turquia, sendo os seus poemas traduzidos para diversas línguas.

Antes que alguém conclua que eu estou estudando turco, aviso que minha tradução/traição, foi feita a partir da versão italiana do poema, conforme abaixo

Amo in te
1943 - Nazim Hikmet


Amo in te
l'avventura della nave che va verso il polo
amo in te
l'audacia dei giocatori delle grandi scoperte
amo in te le cose lontane
amo in te l'impossibile
entro nei tuoi occhi come in un bosco
pieno di sole
e sudato affamato infuriato
ho la passione del cacciatore
per mordere nella tua carne.
amo in te l'impossibile
ma non la disperazione.

2 comentários:

Ana disse...

Simplesmente lindo...

Juliana disse...

Do ocidente ao oriente, amor é sempre amor.