quarta-feira, 1 de abril de 2009

Feliz ano novo

Adotando um hábito de empresas americanas, eu resolvi ter o meu próprio ano fiscal que começa hoje.

E, sendo meu ano novo, resolvi fazer as minhas resoluções para o mesmo. A saber:

A partir de hoje não bebo mais caféina, troco o café puro, forte e sem açúcar, por cházinhos descafeinados.

Bebida alcoólica só cachaça, que esse negócio de beber vinho é pura frescura.

Minhas referências culinárias passam a ser o McDonald´s e o Miojo.

Vou abandonar todas as minha leituras poéticas, teológicas, filosóficas e assinar a revista Caras.

Livros, a partir de agora, só se forem de auto-ajuda.

Tornar-me-ei* um misógino, mais que isso, vou me instruir na arte da ginecofobia.

Essa besteira de ser romântico e lírico será trocada por atividades mais sérias. Talvez entre num time de rugby.

Internet, nem pensar. Adotarei uma postura ludita e militarei contra todos os avanços tecnológicos.

E, finalmente, concretizarei os meus planos de me mudar para uma ilha deserta, onde não seja mais obrigado a ver gente.

E não vou desejar feliz ano novo para ninguém, porque isso é papo furado de quem acredita em civilidade.


*Continuo usando mesóclises, quem sabe as abandone no ano que vem.

5 comentários:

Rita Mendonça disse...

Adorei o Ano Novo Fiscal, rs.
Já estou repassando.
Um abraço.

Rita

Juliana disse...

Eu entendo e apoio irrestritamente as suas resoluções, mas só por hoje.

Anônimo disse...

Nem me fale em ano fiscal que ja lembro de polícia federal, que ja elmbro do esquema arrastão e ai as lembranças são terríveis.
Mas antes de tu ir viajar, feliz páscoa.
E desta vez com assinatura e não asinatura, hahaha.
Maria.

Bel disse...

1° de abril, tô ligada!

Elis Zampieri disse...

Ai que susto!!! Já é dia 02 e eu continuo caindo!

Bjos de pata. :-)