terça-feira, 24 de junho de 2008

Omissão de amor

Porque você provavelmente nunca vai ler estas palavras é que eu as escrevo.

Reconheço a atitude covarde e vil de esconder meus sentimentos. Reprimo o amor e escondo meu carinho.

As palavras substituem as ações que meus temores evitam que eu faça. Não mostrar para não te machucar, a tensão e a intenção de te beijar.

Quando tua mão a minha aperta cala na garganta a palavra de amor.

Quando a saudade aperta e angustia, prolongando os dias da tua ausência, eu me escondo no silêncio.

Até o dia em que você vier a descobrir o que hoje não permito que saiba.

Todas as palavras que não quis dizer já não serão parte de nossas vidas.

5 comentários:

Vilma disse...

E, você vem esconder na internet?

Tá bom, já entendi...

beijo

Bel disse...

Que bela sacanagem você está fazendo!!!

Mas eu sei que esse é um exemplo daquelas situações em que se quer dizer/fazer exatamente o contrário do que as palavras indicam.
;)

Nina Victor disse...

Bendita omissão que vale uma declaração.
Belo texto.
Beijo! :)

malmal disse...

Gosto disso, e muito mais que o Jabá e os ditos absolutamente impopulares

bijo

malmal disse...

PS. Depois que escrevi vi o obvio...estou muito mais pra alimentar o coração, que pra alimentar corpo e intelecto...nem pareço eu...

+ beijo