terça-feira, 16 de setembro de 2008

Um fim de semana simples

Há muitos anos eu passei por uma cidadezinha à beira da estrada e achei que ela tinha uma cara muito simpática. Estava voltando de Paraty (também simpática) para casa e não deu tempo nem de parar. Mas fiquei com vontade.

Na época cheguei a pesquisar algo a respeito dela, mas não surgiu a oportunidade.

Recentemente ela me voltou à lembrança, pensei em ir para lá numa das minhas curtas escapadas de Julho, mas fiquei com a impressão que as crianças não aproveitariam muito. Acabei deixando para a comemoração do meu aniversário. Seria só um final de semana, se não gostassem nem daria tempo de perceber.

É um lugar muito simples. A primeira impressão da Letícia, olhando a cidade do alto do morro, à beira da estrada, foi péssima : ´"só tem casa velha....e não tem nenhum prédio".

Chegamos à pousada em que ficamos. Também um lugar simples. Muito bonito, mas sem aquele monte de atrativos infantis. O quarto amplo, as camas confortáveis e um delicioso chá da tarde nos esperavam. Mais que isso, um casal de donos extremamente agradáveis e acolhedores. Henrique e Lilia são pessoas da nossa geração que estão na transição da vida louca dos grandes centros (ele engenheiro, ela dentista) para viverem de uma forma em que a qualidade se sobrepõe à quantidade. Recomendo.

A cidade, em plena serra do Mar, tem atrativos naturais (cachoeiras, trilhas, escaladas) e muitos outros históricos, a começar da história de João Paulino e Maria Angu. Poucos restaurantes. Nenhum deles tem chef que dê nomes bonitos para os pratos. Comida caseira com alguns pratos típicos : atolado, pururuca e bastante arroz e feijão. Nomes comuns : tempero da terra, cantinho dos amigos, empório da serra...

Passeamos na Cachoeira Grande, nas ruas de pedra da cidade, no mercado, nas ladeiras e nas escadas. Lemos bastante (todos nós) e brincamos no gramado, na rede e com a cachorra que mora na pousada.

Na hora de voltarmos as crianças quase choraram. Queriam ficar mais. Certamente vamos voltar a São Luiz do Paraitinga

5 comentários:

claudia disse...

Me deu uma vontade de sair deste mundo insano, deste mar de carros e fugir pra uma cidade tranquila...

Vilma disse...

Simples? isso é show! Estou aqui salivando só de pensar na pururuca.

idelelot disse...

Fábio..........
que delícia comemorar ano novo num lugar como São Luis........só fui lá 1 vezinha, há milenios atrás, nem casada era, fiquei morrendo de vontade de voltar e ficar na pousada que vc descreveu.....
eu ainda vou passear......
bjus pra vcs todos.....

Lou Mello disse...

Ainda bem que além do guia vocês tinha quatro rodas (rodando) para levá-los a esse lugares belos e inesquecíveis. Propaganda de graça, never! Até aqueles Cristo Salva eu aboli do meu carro.

Juliana disse...

Esuqeceu de passar a receita do angu