domingo, 7 de setembro de 2008

Aula de redação

Artistas costumam ser questionados sobre quais foram as suas influências e inspirações. Especialmente quando são entrevistados para a revista Semblantes.

Os escritores sempre dizem que sua literatura é inspirada em Machado de Assis, Eça de Queiroz e João Guimarães Rosa, o que é muito mais chique do que assumir que seguem os passos de Paulo Coelho ou J.G. de Araújo Jorge. Se além de mentirosos, forem pedantes, citarão Balzac, Dostoievski, Joyce e algum autor obscuro dos balcãs (isso sempre passa uma idéia de que o autor é moderninho).

Como eu não passo de um réles escrivinhador de blog, tenho a vantagem de não precisar mentir e posso dizer que fui influenciado pelo almanaque do biotônico Fontoura, pela revista Seleções do Reader´s Digest e por uma infinidade de personagens de histórias em quadrinhos.

Além de calvinista na minha convicção religiosa, assumo o meu Calvin-ismo literário.

Para quem não lê inglês, segue abaixo a versão do meu vade mecum* literário :

Quadro 1

Eu costumava odiar trabalhos de redação, mas agora eu tenho prazer com eles.

Quadro 2

Eu percebi que o propósito de escrever é inflar idéias fracas, obscurecer o raciocínio pobre e inibir a clareza.

Quadro 3

Com um pouco de treino escrever pode se tornar uma neblina incompreensível e assustadora ! Quer ler meu relatório sobre o livro?

Quadro 4

Hobbes : A dinâmica dos imperativos monológicos e interpessoais em "João e Maria" , um estudo da transrelação psíquica nos modos de gênero

Calvin : Academia, aqui vou eu!

*agora, se você não sabe o que é vade-mecum, deixe de ser preguiçoso e procure no Google.


Para ampliar a imagem basta clicar sobre ela.

10 comentários:

Juliana disse...

Prepare-se para as granadas acadêmicas que vai receber. Eu também adoro o Calvin.

clau disse...

Uau...
O almanaque do biotonico, a revista Seleçoes, o Calvin...
Poxa, Fabio, faltou sò a revista do Asterix para mostrar as nossas influencias literarias assomilhantes...!
No meu caso aumentadas,exponencialmente, por aquelas do almanaque do tio Patinhas, do Superman, Superboy e do Batman, intercaladas com Alexandre Dumas e Agatha Christie.
Hihihihi.
Bjs!

Vilma disse...

Não acho que quem escreve sofre influências de outros escritores, eu seria capaz de descobrir um texto seu entre tantos outros. Eu também gosto de seleções, mas andaram me dizendo que ela é para intelectuais (traduzindo: gente chata). Para falar a verdade acho que escrevo melhor no seu blog quando não tem postagens antes da minha, e quando tem, prefiro não ler antes, e apenas uma única vez postaram igual a mim, nos meus trabalhos de faculdade escrevo primeiro e fundamento com autores depois, exceto quando pedem resumo de livros aí não tem jeito,rs. Somos únicos até para expressar idéias.

Um beijo!

Fábio Adiron disse...

Clau > claro que existem vários outros, além do Asterix, também o Tintin e o Lucky Luke, além do Manual do Escoteiro Mirim...hahaha

Já o Dumas eu sempre achei um chato, minha praia eram as Aventuras em Taquara Póca e 3 escoteiros em férias no Rio Tietê.

Vilma : minhas influências são inconfundíveis, meu estilo é um misto de Morris com Ponte Preta (o escritor, não o time).

Não deixe de ler as Seleções, especialmente as piadas de caserna e o "Não ria se for capaz"

bete pereira da silva disse...

Pô Fábio, não vale, essa fala é minha. Eu adorava "Meu tipo inesquecível" da Seleções. Lembra do Almanaque do Pensamento?

Toda a minha escrita traz traços do que aprendi em Seleções, nunca me envergonhei disso. Havia uma escritora (ou escritor? agora não sei) Jean Bell Mosley - amava. E a Seção de Livros, que condensava os best sellers da época, trouxeram toda a minha (pequuena) cultura geral.

Vilma disse...

Fábio eu leio mesmo assim, e as piadas são minhas preferidas, ser simpática não é meu ponto forte ( risos). Quanto ao Ponte Preta seria o Stanilaw (o cronista)? não tinha percebido a semelhança...adoro crônicas passei minha adolescência lendo toda a coleção do "Para gostar de ler". Será que fui influenciada?
Um beijo!

Fábio Adiron disse...

Vilma : noto que você, pelas suas influências é muito mais jovem que eu e a Bete...quando você estava aprendendo a gostar de ler, eu já escrevia...risos

E viva o Primo Altamirando

Ana disse...

Mais uma coincidência: Eu tb sou Calvin-ista....não na religião, mas nos quadrinhos....hehehe...Adooooro o Calvin....

Parabéns pelo blog, fazia um tempo que eu não visitava, mas eu me divirto e me delicio muito com suas histórias...

abçs

Vilma disse...

Fábio,não sou tão nova assim , temos histórias diferentes... também lia o calendário do biotônico fontoura e até a embalagem do famoso oleo de fígado de bacalhau, mas disso só me restou o gosto horrível do tal fortificante e uma estatura mediana que comprova que eu escondia na boca e cuspia entre os vãos do assoalho de casa para minha mãe não ver ( risos)

Fábio Adiron disse...

Vilma: você conseguia deixar na boca escondido?? Que horror....engolir era mais rápido