sábado, 4 de setembro de 2010

A inesquecível antologia do trimestre

Ao invés de escolher um adjetivo esdrúxulo qualquer para batizar a antologia que acabou sendo do trimestre, eu preferi definí-la como inolvidável, ou inesquecível, em homenagem a alguns dos meus leitores que, durante esse período em que estive fora do ar, efetivamente sentiram minha falta e se preocuparam comigo.

Seja aqui mesmo nos comentários, sejam por e-mails ou mensagens em redes sociais, essas pessoas foram muito importantes nesse período de travessia pelo qual eu passei. A todos e a cada um deles (sim, vocês sabem que estou falando de vocês), o meu muito obrigado.

E vamos ao melhores comentários postados no Mens Insana de Junho até Agosto:

estamos todos +-enforcados

vou tomar mais cuidado com o que ando escrevendo

não dê conselhos sem acentos!

...eu morro de medo de provocar um incêndio..

pensar numa Traição esqueirófica?

Se eu fosse traída por um homem que me enviasse o que você postou...

penso que talvez este desencadeasse um pedido de divorcio

Preciso carregar um queijo destes comigo

fico desconfiada se o que vc "fala" é a sério

o nível de acidez da cebola,com o grau de mau humor da minha ilustre família

podemos descartar percorrer a rota para a India

senão iria pensar em comer o notebook

Eu já tava ficando louca de ler tanta coisa "normal".

ela deveria fazer o sinal da cruz três vezes, molhando a ponta dos dedos na água do rio Tietê

Pior é que vou percer meu lugar na antologia... cada dia sou menas importante.

pode servir de eufemismo para assassinato

Ô namorada saborosa ;)!!!

povo doido estes teus seguidores.

5 comentários:

Taty disse...

Bom dia loucura! Seja bemvinda junto com a insanidade que rola no planeta! Pobre dos mortais que se acham normais....tudo bonitinho, certinho, não tem graça não!

Vilma A. de Mello disse...

Eu é que agradeço pelo café insano de todos os dias e pelo carinho com que sempre sou recebida aqui

Beijos e aprecie o domingo

Elis Zampieri disse...

Sempre me lembro de um dizer que "diz" mais ou menos o seguinte: Quando você está com algum problema quem liga oferecendo ajuda está é querendo saber detalhes, e eu acabo com frequência levando ele a sério demais :-)(ainda que não saiba se foi este o caso)Eu nao quis especular sua vida, mas só pra saber, senti sua falta. Muito bom voltar aqui e ter algo novo pra ler. Um beijo, Adiron

Arimar disse...

Fábio.
Sempre estive no seu barco, transatlântico, canoa, balsa,prancha de surf, catraia, boia de patinho, submarino e tudo mais que houver.
E lá vou de novo fazer a recuperação paralela.
Beijos.

Bel disse...

Ufa, pensei que ia ficar de fora, de tão pouco que comentei esse trimestre! (Se não for insana o suficiente eu me enforco num pé de coentro!)

Bjooo