segunda-feira, 22 de março de 2010

Prazer na dor

Músculos costumam doer depois de atividades físicas intensas. Bastam alguns dias de falta de uso para eles reclamarem quando voltam a ação.

Mesmo aqueles que são usados com frequência também doem quando exercitados de forma diferente à que estão acostumados.

Nos últimos tempos eu tenho colecionado mialgias. Agudas e crônicas. Aumentei minhas atividades físicas regulares e, com isso, elas começaram a se manifestar.

Os otimistas já me receitaram trinta e dois nomes de pomadas, dezoito tipos de ginástica, nove estilos de massagem e uma quantidade sem fim de soluções milagrosas.

Os céticos são mais consistentes. Concluiram que estou entrando na pré-envelhescência e não existe nada que eu possa fazer.

O que nenhum deles percebeu é que eu dôo e não acho isso ruim.

Eu sei exatamente porque estou doendo e fico feliz porque sei que isso é consequência de uma série de atividades que me dão prazer.

Cada pontada me lembra para que eu usei aquele músculo e me traz boas recordações.

Os mais exaltados podem me acusar de masoquismo e que eu estou exaltando o prazer da dor.

Eu prefiro ter os músculos sobrecarregados e a alma leve. Prefiro que me doa o corpo ao espírito. Prefiro ter caîmbras a insônia.

E a certeza que meus músculos da face vão doer por excesso de alegria.

8 comentários:

clau disse...

Ratifico tudo o que vc disse, Fabio.
Melhor ter dores musculares que aquelas da alma.
Boa semana.
Bjs!

Vilma Mello disse...

Eu também...

beijos de segunda feira

Elis Zampieri disse...

Andamos a falar de dor :-)Eu também aceito e por vezes escolho doer, não pela dor em si, mas porque eu escolho sentir.

Um bjo.

Lucila disse...

E que essas dores nos sejam abundantes. A todos nós.
Beijos

Anônimo disse...

A virtude... está no meio.
Ter a alma leve e o espírito alegre,
neste caso, são as endorfinas produzidas pelo os exercicios, mas as articulações e o estresse muscular, vai tornar essas algias crônicas.Bom senso e criatividade pode deixar a alma leve,ter bons sonhos e sentir naturalmente alegre.
bjs

Fábio Adiron disse...

Clau e Vilma: a alma pode ser sã mesmo em corpore insano...heheh

Elis: sentir faz muito bem

Lu: cada vez mais

Rô: eu não gosto de ficar no meio...

Anônimo disse...

..e, nem ser contrariado...eh tá certo!
coerente com a sua crença de que reforçamos nossas caracteristicas ao envelhecermos...eh isso.

Bel disse...

Eu não poderia "assinar embaixo" desse seu texto por dois motivos:
1. "Cada pontada me lembra para que eu usei aquele músculo e me traz boas recordações." - Como eu iria lembrar para que que eu usei tal ou qual músculo???!!! Ah, e as boas recordações... tb não entrariam na minha lista!

2."Eu sei exatamente porque estou doendo e fico feliz porque sei que isso é consequência de uma série de atividades que me dão prazer." - Jamais essas atividades seriam as escolhidas pra me dar prazer. Sedentarismo, teu nome é Anabel!

Mas o último parágrafo... com esse eu concordo inteiramente!!! ;)