sábado, 6 de março de 2010

Mais uma aventura da Mulher-Mola e do Homem-Espuma

O silêncio e a tranquilidade da madrugada foram subitamente rompidos pelo barulho ensurdecedor das sirenes da fábrica de cosméticos.

Os vizinhos, num primeiro momento, pensaram que pudesse ser um incêndio mas, das janelas, não viam nada que chamasse a atenção.

Minutos depois a fábrica estava cercada pela polícia, pelos bombeiros e pela imprensa. O diretor da fábrica explicava para os jornalistas que alguém tinha aberto o cofre principal, onde se encontrava a fórmula secreta do seu famoso creme hidratante.

Quando a polícia tentou entrar na fábrica foi recebida a tiros. Era Belly Button, um criminoso especialista em roubo de fórmulas, marcas e patentes, que gritou de dentro do prédio que, se não os deixassem fugir, eles explodiriam a fábrica e, junto com ela, metade do bairro.

O comandante da polícia pediu que ele esperasse, precisava de autorização dos seus superiores. Entrou na sua viatura e apertou o botão magenta. Era o último recurso, chamar os super heróis Homem-Espuma e Mulher-Mola.

A dupla não demorou a chegar no local e pediu ao comandante que ganhasse tempo com os facínoras, em seguida entraram em ação.

A Mulher-Mola, com sua flexibilidade e sua capacidade de armazenar energia, deu um triplo mortal e passou facilmente pelo muro dos fundos. O Homem-Espuma, gorducho e maleável, especialista em reter líquidos, entrou na fábrica pela caixa d´água. Em poucos segundos estavam diante de Belly, armado até os dentes e com munição suficiente para enfrentar um exército.

Os tiros não fizerem efeito contra Espuma que os rebatia com sua consistência viscosa e cristalina. De outro lado a Mulher-Mola se esquivava de cada bala com giros e saltos acrobáticos.

Assim que avistou o dispositivo da bomba, Mola, como se fosse uma garça, voou sobre o armamento e o tirou do bandido. Espuma lançou seu corpo contra o inimigo e imobilizou-o. Em seguida a polícia invadiu o local e prendeu Belly.

A imprensa logo cercou os super-heróis em busca de declarações, mas eles não eram dados a aparições públicas. Conseguiram apenas arrancar um frase de Belly Button no seu caminho para o camburão:

"- Dessa vez eu aprendi. O creme não compensa".

6 comentários:

Raquel disse...

Se eu confessar que li até o fim...você vai me achar uma idiota???

clau disse...

Hihihi!
Simplesmente otima, Fabio: a-me-i!!
E se eu soubesse que ler tanto Asterix dava nisso, tinha me empenhado mais...rss
Bjs!

Vilma Mello disse...

O meu creme compensa...hahahaha
beijos de sábado

Fábio Adiron disse...

Raquel: meus leitores nunca são idiotas

Clau: Asterix, Lucky Luke e até Moradelo e Salaminho

Vilma: está compensando o que? heheh

Elis Zampieri disse...

Ta vendo muita TV né?!
Faltou só um quadrinho... WHACK! POW! WHAP!! CLUNK! SOCK! BAM!!! :-)

Boa semana!

Arimar disse...

Gostei da emoção, mas me apaixonei pelo heroi de espuma.
Motivo: Tenho osteoporose.