quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Kung Fu morreu

Algumas mortes ocorridas no começo desse ano me chamaram a atenção.

Mas nenhuma como a que constava no obituário do jornal O Estado de São Paulo de 9 de janeiro passado. Lá estava a informação fatídica: Kung Fu tinha morrido.

Na hora pensei na minha adolescência e nos filmes com David Carradine interpretando o imbatível Gafanhoto (ou, para quem se lembra, o monge shaolin Kwai Chang Caine).

Kung Fu, o nome da série, era, na verdade o nome popular da arte marcial Wushu, mas acabou se tornando o nome do personagem.

Ainda mais chocante foi pensar no recente Kung Fu panda. Será que o simpático Po teria sido atacado por um ressucitado Tai Lung durante o seu prato de macarrão ? Será que o mamífero monocromático teria, como diria o nosso presidente, Shifu ?

Antes que alguém saia lamentando a morte de Carradine (que está vivo, atualmente com 72 anos) eu já aviso, quem morreu foi uma senhora de 85 anos chamada Kung Fu (não vou colocar o nome completo) residente em São Paulo.

Muito provavelmente, seu pai, o Sr Kung deve ter dado esse nome à filha pensando no significado chinês do termo (功夫, Pin Yin:gong fu) que pode significar "Tempo e habilidade" ou "Trabalho Duro", adquiridos através de esforço e competência na luta corporal.

Se a finada senhora se tornou um dos 5 furiosos, ou apenas um gafanhoto no velho oeste, a nota fúnebre não dizia. Apenas que deixava filhos e netos.

4 comentários:

Vilma disse...

Que descanse em paz.

Beijos de quinta

Lucila disse...

Cada um, cada um, né???
Uns leem (agora não tem mais acento!!!!!) o horóscopo, outros, o obituário!!! rsrsrsrs
Beijos vivos

Rubinho Osório disse...

Hilário!!! (não, não estou te chamando pelo nome errado; estou adjetivando tua postagem!!!)

Taty disse...

Por um acaso essa senhora Kung Fu tinha filhos chamados Tai Chi Chuan e Aikidô? Dei risada com este texto....