terça-feira, 29 de março de 2011

Reencontro das águas


Fez, pois, Deus o firmamento, e separou as águas que estavam debaixo do firmamento das que estavam por cima do firmamento. E assim foi. (Gênesis 1:7)

Sobre o mar, ondas
Brancas
virando cinzas
virando azuis
virando negras
Virando suas águas sobre o mar

Sob o céu o mar imenso
Verde
virando azul
virando espuma
virando vapor
Virando de volta água nas nuvens

Como nuvens sobre o mar
Todo dia se enche de amor
Meu coração
Derramando-se sobre o meu mar que é você

Como mar sob o céu
Todo dia devolve o amor
Seu coração
Evaporando-se para a nuvem em que o recebo

Como mar
Como nuvens
Eterna comunhão das águas
Como você
Como eu
Eterna comunhão do amor

Imagem: detalhe de quadro de Virginia Susana Fantoni

3 comentários:

Vilma A. de Mello disse...

O outro completa o um. Maravilhoso

Bom dia!!!

Taty disse...

União perfeita! Beijos

Arimar disse...

Fábio.
Lindos, Lindos!!!!!!!!!!!!!Que bom!