terça-feira, 6 de agosto de 2013

Tzarice

Piratas piravam em Piracaia
paravam em Paraíba
pulavam em Paulinía

Sobre as ondas
Sombras fundas
Sobrancelhas

Carrapetas pululavam
Carrapatos e ósculos
ciciavam.

Piratas pairavam em Paris
açodando em tapires mumificados
o adeus dos pintassilgos.

Um comentário:

Taty disse...

Lembrei de uma escuna de Paraty: Corsário Negro....mas em São Paulo, me contento com um barquinho de papel...